sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Cookies de aveia, nozes e chocolate


 

Fazer biscoitos nessa época de Natal é, para mim, lembrar da minha infância. Minha vó fazia biscoitinhos pra vender. Sabe aqueles docinhos, cortados em formatos variadas, pintados com glacê branco e salpicado com acúçar colorido? Então, esse era um dos que ela fazia, além dos de manteiga, de coco, de amendoim. Chegava na casa dela no mês de novembro, início de dezembro, já vinha aquele cheirinho gostoso de doce da oma. Era uma delícia. Nunca mais comi um doce de natal igual ao dela. 

Como já tentei fazer e nunca acertei, fico com meus cookies mesmo. Esses fiz essa semana. Esperava que fossem sobrar pra eu levar pra SC, pra comer no café da manhã de Natal, já que a receita rende bastante. Mas não vai ser o caso. Pelo andar da carruagem o papai noel de Blumenau não vai sentir nem o cheiro desse cookies!

Peguei essa receita com uma colega de trabalho do Markus! Obrigada pela dica, Ana! Receita testada e aprovada!

Cookies americano da Marina, filha da Ana :) (adaptado)
Rende 358 biscoitos pequenos ou 112 médios ou 70 grandes

Ingredientes
- 2 xícaras (400 g) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
- 2 xícaras de açúcar mascavo
- 2 xícaras de açúcar cristal fino
- 4 ovos
- 4 xícaras de farinha de trigo
- 5 xícaras de aveia (meça a aveia e depois liquidifique até converte-la em pó)
- 1 colher café de sal
- 1 colher sopa rasa de fermento em pó
- 1 colher sopa rasa de bicarbonato de sódio
- 3 xícaras de nozes picadas
- 600 g de chocolate meio amrgo picado (usei gotas de chocolate meio amrago Callebaut)

Como fazer:
1. Bata a manteiga com os açúcares até obter uma massa mais clara e fofa;
2. Adicione os ovos, um a um, sempre batendo.
3. Vá adicionando os ingredientes secos (trigo, aveia, sal, fermento e bicarbonato) e batendo. Se a massa ficar muito pesada para bater na batedeira, pode usar uma colher de pau, sem problema;
4. Por último, acrescente as nozes picadas e os pedaços de chocolate;
5. Forre uma assadeira com papel manteiga. Não precisa untar;
6. Disponha porções da massa com ajuda de duas colheres ou, se preferir, faça bolinhas com a mão (eu usei colheres).
7. A massa fica bem pesada, se comparada a outras de cookies que eu já fiz. Por isso, enquanto assam, os cookies não espalham tanto na forma. Mas tome cuidado para não colocá-los muito perto. Faça um teste com a primeira fornada para você saber qual o espaço ideal entre as bolinhas de massa.
8. Leve a forma ao forno quente (180ºC) por 15 minutos, ou até ficarem dourados nas bordas.



E aí, gostaram? Garanto que é uma delícia!

Beijos,
Heide

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Chocolates Callebaut em Brasília

Estou para contar uma novidade pra vocês há dias, mas to só me enrolando. Descobri onde comprar chocolate Callebaut aqui em Brasília. Sabe aqueles pacotões de gotas de puro chocolate belga de todos os sabores que, até então, só se achava em SP? Pois então, vende aqui em Brasília também e por um preço muito camarada. Na verdade, quem achou pra mim foi o Markus (sempre resolvendo meus problemas!).


A gente comprou de uma distribuidora que vende alimentos, equipamentos de limpeza e embalagens. Mistureba, né? Dá uma olhadinha no site! Pra quem é de Brasília, fica no SIA. Se ficar longe, fica a dica da entrega, que eles fazem dependendo do valor que você for comprar (acima de R$80,00).

Eu comprei 5 kg, 2,5 kg de chocolate ao leite e mais 2,5 kg de chocolate amargo. Exagero, não? Mas é a quantidade mínima no pacote. O legal é que você pode comprar com uma amiga ou amigo e dividir. Aí fica barato ter chocolate de boa qualidade em casa, sem precisar se entupir de receitas doces! :)

Paguei cerca de R$65,00 cada pacote de 2,5 kg (mais ou menos R$26,00/kg). 

Pra ver que não estou mentindo: 2,5kg de chocolate em cada pacote!

Comprei as gotas, mas eles também vendem granulado, pastilhas, crispis... tem uma boa variedade, tanto de formatos quanto de sabores!
Bom restinho de semana pra vocês!
Beijos,
Heide

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Cookies para um fim de semana chuvoso

 
É... tá chegando o fim do meu curso de formação. Ontem fiz a última prova. Hoje o clima da aula já estava diferente, de relax total. Nem parece que já se passaram 3 meses. Durante esse tempo, minhas postagens ficaram bem prejudicadas, mas foi por uma boa causa. Dedicação total ao curso, e às festas, aos encontrinhos, aos estudos enfim. Já estou começando a ficar com saudades!

Falando da receita, fiz esse cookies no domingo. Perfeito para comer em um dia de chuva, com um café bem gostoso! Queria tanto um agora, mas já acabou. Sinal de que ficou bom! ;)
Esse cookies já rolou por aqui. Dificilmente repito receitas, mas essa vale a pena, né Mari? :)

O biscoito fica bem fino e crocante. Dá uma boa espalhada na forma, então cuidado ao colocar para assar. Coloque as porções de massa bem afastadas umas das outras, ok?

Receita de Cookies "da Mari"
Ingredientes
- 200 g. manteiga sem sal em temperatura ambiente
- 3/4 xc. açúcar cristal
- 3/4 xc. acúcar mascavo
- 1 colher chá essência de baunilha
- 2 ovos grandes
- 2+1/4 xc. Farinha de trigo
- 1/2 colher chá Sal
- 1 colher chá Bicarbonato de sódio
- 2 xc de chocolate meio amargo picado

Como fazer:

1) Pré-aquecer o forno a 180 graus;
2) Em uma tigela misture a manteiga, o açúcar cristal, o açúcar mascavo e a baunilha. Acrescentar os ovos, sempre batendo bem;
3) Em outra tigela misture a farinha de trigo, o bicarbonato e o sal e vá, gradualmente, adicionando essa mistura aos ingredientes molhados, mexendo até ficar homegêneo;
4) Adicione o chocolate e misture;
5) Em uma forma forrada com papel manteiga, coloque colheradas da massa (pra formar cada cookie, mas coloque pouco porque a massa se espalha);
6) Asse até o cookie ficar corado (aprox. 20 a 25 min, mas isso depende muito do forno);
7) Deixe esfriar antes de retirar da forma;
8) Enjoy-it!


OBS: Fiz meia receita, e consegui 20 cookies médios

Algumas receitas de cookies já foram testadas por aqui. Dá uma olhadinha!
- Cookies de chocolate, amendoim e canela
- Double Chocolate Cookies
- Cookies com gostas de manteiga de amendoim
- Cookies de cacau com avelã

Beijos, beijos!

Heide

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Parece miojo... mas não é!


Durante minha época de faculdade, o dinheiro era sempre contadinho. Almoçava, na maioria das vezes, em casa mesmo, pra economizar. Como morava perto, ficava fácil ir depois da aula, fazer um miojo ou comer um sanduíche e voltar para a aula ou para o trabalho. E assim foi.... foram muitos e muitos miojos, "talharins" instantâneos, sanduíches e por aí vai. Sim, sim, eu fazia faculdade de nutrição! Hehehe!! Mas também costumava comer muita fruta, fazer bolo integral de banana, pão integral e comer iogurte caseiro. Ô época boa!!! 

Dentre os hábitos não saudáveis, o de comer miojo foi praticamente abolido da minha dieta. Nem sei quando foi a última vez que comi, só sei que faz tempo! Então, não se enganem. A massa de hoje não tem nada a ver com miojo... fora a aparênica, ok!! Ficou uma delícia. E, no formato de espaguete, deu a impressão de ficar ainda mais gostosa do que no formato de talharim, que é o outro corte que minha máquina de macarrão faz. Já falei dela aqui, lembram?


Massa caseira básica
Ingredientes
400g de farinha de trigo
4 ovos
Sal
2 colheres de azeite

Como fazer:
1. Bata bem os ovos e adicione aos demais ingredientes.
2. Misture tudo muito bem e sove a massa até ela ficar bem lisinha.
3. Embrulhe a massa em filme plástico e deixe descansar por 1 hora. Esse descanso facilita abrir a massa.
4. Separe porções da massa e vá abrindo no cilindro, sempre polvilhando farinha de trigo pra massa não grudar.
5. Nessa máquina, usei a espessura 5. Fica bem fininho.

Molho de tomate
1 cebola grande
3 dentes de alho
3 colheres sopa de azeite
100 gr de tomate seco
3 tomates (usei orgânico)
Sal e pimenta a gosto
Manjericão a gosto

Como fazer:
1. Pique a cebola e o alho, muito bem picadinhos e refogue com o azeite.
2. Coloque no processador os tomates e adicione à cebola refogada. Misture.
3. Deixe apurar por 5 minutos.
4. Acerte o sal e os temperos do seu gosto.
5. Por último, adicione as folhas de manjericão a gosto.

Servi essa massa com camarão refogado, bem rápido (calculo uns por 30 segundos), no azeite. Temperei o camarão com sal e com ervas de provence!!!! Hummmmm!!!!!!!!!

Boa semana!!
Beijos,
Heide

domingo, 6 de novembro de 2011

Friands de chocolate branco, pecãs e especiarias


Oi gente, tudo bem com vcs?

Ando meio sumida, eu sei... não estava mais acostumada com a correria que é estudar, fazer trabalho, chegar em casa depois do expediente e ter um monte de coisas pra ler e escrever. A gente reclama, mas no fundo, no fundo, acredito que todos nós que estamos no curso de formação vamos sentir saudades dessa época. Apesar de tanta coisa pra fazer, dá tempo pra tudo. Talvez não tempo suficiente pra fazer tudo do jeitinho que gostaríamos, mas faz parte. O cronograma do curso tá apertado, as aulas estão corridas, mas enfim... está acabando. Mais 1 mês e tomo posse. Uhuuu!! Chega de falação sobre o curso, vamos à receita! :)

Depois de um tempão, fiz uma jantinha aqui em casa para um casal de amigos queridos! Rolou molho bisque de camarão, macarrão caseiro e financier de sobremesa! Deu trabalho? Deu. Valeu a pena? Sempre vale! Ficou tudo muito gostoso, a conversa estava ótima e, mais uma vez, o sábado passou voando!
A receita peguei aqui, nada adaptado! Segui a risca as instruções da Pati. Untei muito, muito bem as forminhas e não tive problemas para desenformar os friands, que ficaram divinos!


Fiz em dois formatos: um naquelas forminhas de financier - primeira foto (na verdade não sei qual a diferença entre friand e financier... talvez seja só o formato mesmo, não sei) e outro na forma de cupcake. Sabe aquela forma com vários buracos pra colocar as forminhas de papel de cupcake? Então, assei a massa nessa forma, sem colocar forma de papel. Na minha opinião, esses ficaram mais gostosos, pois ficaram mais úmidos por dentro. Delícia completa!

A receita rendeu 24 pequenos (3,5com X 5,5cm), no formato de financier, mais 12 grandes, que fiz na forma de cupcake.



Friands de chocolate branco, pecãs e especiarias (daqui!)
Ingredientes:
100g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
100g de chocolate branco, picadinho (usei Hershey's)
1 xícara de nozes pecã moídas
6 claras, levemente batidas
1 ½ xícaras (210g) de açúcar de confeiteiro
½ xícara (70g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de pimenta da jamaica moída

Como fazer:
1) Pré-aqueça o forno a 190ºC. Unte muito bem as forminhas (eu usei 24 pequenas e 12 de cupcake). Eu usei manteiga.
2) Coloque a manteiga e o chocolate branco numa tigela e derreta-os no microondas. Coloque 30 segundos, retire e mexa bem. Se necessário, coloque mais 30 segundos. mexa bem.
3) Bata as claras em neve, até atingir picos não muito firmes
4) Junte todos os ingredientes numa tigela grande e misture para incorporar (não mexa demais).
5) Coloque a massa nas forminhas, enchendo um pouquinho só mais do que a metade.
6) Leve ao forno por 25 minutos ou até ficarem levemente dourados nas bordas.
7) Deixe os friands nas forminhas por 5 minutos e depois desenforme-os sobre uma gradinha.

domingo, 16 de outubro de 2011

Dica de São Paulo - Figueira Rubaiyat

Na falta de uma comidinha gostosa feira por mim para postar aqui, hoje vou deixar uma dica de restaurante em São Paulo.

Na quarta-feira da semana passada fui com o Markus a São Paulo, no show do Eric Clapton. Fora o show, que foi o máximo, demos umas voltas pela cidade e, apesar de termos ficado só um dia, conseguimos aproveitar um pouco do que São Paulo tem de bom: opções pra se comer bem.

Fomos, o Markus, eu e mais um amigo, ao Figueira Rubaiyat, tradicional restaurante de São Paulo, que tem uma figueira gigante no meio do salão. O lugar é lindo, o atendimento de primeira, a caipirinha deliciosa (o pessoal de Brasília devia fazer umas aulas com o povo de São Paulo!!) e a comida... hummm, só de pensar me dá vontade de voltar. Não é um lugar pra se ir todo fim de semana. O preço é bem salgado, mas, de vez em quando, uma saída desse tipo vale! E essa valeu!

Eu pedi um prato chamado delícias de frutos do mar: uma salada com folhas verdes, manga e tomate, com camarão, vieira e lagosta. Tudo grelhado no ponto certo de cozimento. 


O Markus pediu camarão-rosa fresco, assado no forno a lenha, guarnecido de risotino de queijo mascarpone e limão-siciliano. Tem como ser ruim??? Ambos, recomendados!!!!!


Os camarões vêm fumegando na panela de ferro. O risotino vem em uma panelinha a parte. Quando a gente o coloca na panela pega o gostinho da casca do camarão grelhado.

Saímos de lá super satisfeitos, com a barriga cheia de satisfação e de boa comida!!! Comer bem é coisa boa, não??? :)

Beijo e bom início de semana a todos!

Heide

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Creme de palmito levinho, levinho!!



Agora a chuva chegou de vez... mas ela não veio sozinha: os engarrafamentos e as ruas inundadas a acompanham todos os anos. Mas, apesar de eu ter levado quase uma hora pra chegar na aula hoje, consigo perceber vários pontos positivos dessa época do ano. A grama fica verdinha, o ar mais fácil de respirar e dá aquela vontade de ficar em casa, embaixo do cobertor comendo uma coisa gostosa.

Em um dia de chuva como hoje, nada como uma sopa quentinha e leve pra comer à noite... ahhh se eu tivesse mais dessa sopa congelada!!! Super light, meninas!!! Fiz pro jantar de domingo... comeria! :)

Creme de palmito
Ingredientes
1 cebola
1 colher sopa manteiga
1 colher sopa cheia de farinha de trigo
1,5 l de caldo de frango (receita abaixo*)
300 g de palmito em conserva
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto
Cebolinha a gosto
Queijo parmesão a gosto

Como fazer:

1. Refogue a cebola com a manteiga.
2. Acrescente a farinha de trigo e deixe até dourar. Em seguida, adicione o palmito picado e refogue por 3 minutos.
3. Adicione o caldo e mexa bem com ajuda de uma colher de pau, até ferver. Deixe cozinhar por 10 minutos. Tempere com sal e pimenta do reino à gosto.
4. Leve tudo ao liquidificador. Bata tudo muito bem, até a sopa ficar bem lisinha.
5. Volte esse creme para a panela. Deixe ferver. Se você achar que a sopa ficou muito grossa, pode adicionar mais caldo de frango até atingir a consistência desejada.
6. Quando estiver na consistência desejada, adicione a cebolinha picada. Acerte a pimenta do reino, o sal e pronto! Servi com queijo parmesão polvilhado. Delícia!

Boa noite de quarta-feira a todos!!!
Beijos,
Heide



*Caldo de frango
1 peito de frango sem a pele e com osso (muito importante, pra dar gosto)
1 cenoura
3 folhas de alho poró - quando eu compro, uso o talo, limpo bem as folhas e congelo. Dá super certo para usar em caldos!
3 talos de salsão
2 cebolas
3 dentes de alho
2 folhas de louro

Modo de fazer: pique os ingredientes grosseiramente (menos o frango, claro!). Coloque todos os ingredientes em uma panela, cubra com água e cozinhe. Depois de ferver, deixe reduzir por, pelo menos 30 minutos. Aproveite a carne do frango para fazer tortas, por exemplo. Coe o caldo e utilize o líquido para fazer a sopa. 

domingo, 2 de outubro de 2011

Hackepeter


Algumas fotos de comida não fazem jus ao sabor do prato... outras, por outro lado, me deixam com água na boca só de olhar, mas, quando vou provar não sinto aqueeele gosto especial.

O prato de hoje se encaixa na primeira categoria: nunca vi uma foto de hackepeter que apetecesse. Mas acreditem , é bom!! Muito bom! Pra continuar na onda das comidas de Blumenau, hoje o prato é bem alemão! Conhecido por alguns por beef tartar ou steak tartar, o hackepeter pode ser servido com pão caseiro, ou integral. De preferência, um pão bem "massudo"... nada de pão seven boys, ok?

Vamos à receita:

Hackepeter (para 4 pessoas)
500 g de patinho ou filé mignon cru - peça para o açougueiro tirar todo e qualquer vestígio de gordura. A carne deve estar 100% limpa, toda vermelhinha.
2 cebolas pequenas bem picadinhas
3 dentes de alho picados
1 colher sopa de alcaparra picada
1 colher chá de mostarda forte - eu usei a Hemer extra forte
4 colheres de sopa de azeite de oliva
1 gema de ovo crua
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto
Cebolinha

Como fazer:
1. Você tem duas opções para a carne - peça para moer 1 vez no açougue ou, se você for empolgado como o Markus, pique muito bem picadinho com uma faca afiada. :)
2. Misture todos os temperos. Tudo deve estar muito bem picadinho.
4. Vá colocando o azeite de oliva e misturando bem.
3. Acrescente a gema. Ela é que dá liga à carne. Use, de preferência, ovo fresco, caipira. Faz toda a diferença.
4. Por último, acrescente o sal e a pimenta. É importante que o sal seja colocado depois da gema, para que a carne não escureça. Li isso ontem num blog... fiz desse jeito e achei mesmo que a carne ficou mais vermelhinha dessa vez.
5.Por último, adicione a cebolinha picada. Regue com azeite de oliva e sirva com pão gostoso!

Bom início de semana a todos!

Beijos,
Heide

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Risoto de linguiça Blumenau



Comidinhas que adoro, mas que não encontro por aqui:

1) Folhado de coco - em Blumenau, você vai em qualquer padaria e compra folhados de vários tipos: de coco, de maçã, de banana. O de coco fez parte da minha infância e ainda está presente nos meus cafés em Blumenau. Eu adorooo!!! Aqui, nunca vi pra vender;

2) Massinha - nada mais é do que um pão com farofa em cima. Em Blumenau se vende até no supermercado, mas aqui, nem na melhor padaria eu encontro uma massinha gostosa. Café com massinha, huuuuuummmm, gosto muito!

3) Pão caseiro - sabe aquele pão de oma? Bem macio, mas ao mesmo tempo que "sustenta". Nada daquela massa "de vento" tipo Seven Boys", sabe? Pão de verdade... não encontro;

4) Bananinha - fazer fritura em casa não rola... muita sujeira pra pouca produção. Então, quando quero comer bananinha (que nada mais é do que um pastel de banana) é só comprar na padaria, certo? Errado, pelo menos aqui em Brasília. Não tem!

5) Pastel folhado - tem uma confeitaria em Blumenau, quem é de lá conhece, chama Cafehaus, que vende um pastel folhado de frango, sem igual. Engraçado como no sul existe o hábito de comer "coisas de padaria" com massa folhada. Aqui é muito difícil de encontrar.

6) Sopas em geral - quando morava em Blumenau, achava que caldo e sopa eram a mesma coisa. Até vir pra Brasília... aqui, caldo é muito mais do que uma sopa. É praticamente um prato principal. O caldo é grosso, com bastante carne, pesado, muito diferente das sopas mais "aguadinhas" do sul. Não gosto... sinto falta dos bufes de sopa de SC.

7) Linguiça Blumenau - essa sim, impossível de achar por aqui (Nunca vi, pelo menos). As outras coisas das quais falei, podem ser difíceis de achar, mas posso prepará-las, se quiser. A linguiça não tem jeito... por isso veio na mala na nossa última ida a Blumenau. 
Essa linguiça é diferente de qualquer outra. Ela é defumada e, normalmente, se come no pão. Tem consistência parecida com patê de presunto, mas um pouco mais firme. Dá pra espalhar com facilidade, sem precisar cortar em rodelas. Alguém aí já provou?

Trouxe essa iguaria blumenauense já pensando no prato que iria preparar: risoto! Difícil ficar ruim... :)


Risoto de linguiça Blumenau
Ingredientes
1 cebola picada
2 colheres sopa de manteiga
1 1/2 xícara de arroz carnaroli
1/2 taça de vinho branco seco
1 1/2 litros de caldo de frango (de preferência caseiro. Receita aqui!)
80g de linguiça Blumenau picada 
1/2 pimentão verde picado em cubinhos
2 punhados de parmesão ralado
100 ml de creme de leite fresco
Sal
Pimenta do reino a gosto

Como fazer:

1. Doure a cebola com 1 colher de sopa de manteiga. Deixe refogar até ficar transparente. Acrescente o arroz e misture bem. 

2. Depois, acrescente o vinho branco e deixe alguns segundos, até o álcool evaporar. Vá acrescentando, aos poucos, o caldo de frango, que deve estar quente (coloque numa panela, com fogo bem baixo). De concha em concha, o arroz vai cozinhando.
3. A parte, pique a linguiça em pedaços pequenos. Frite com um fio de óleo, por cerca de 5 minutos. Apenas para deixar os pedaços mais firmes. Reserve.

4. Volte para o risoto. Acerte o sal e a pimenta. Acrescente a linguiça frita. Quando estiver al dente, acrescente o pimentão. Misture tudo muito bem.
5. Por último, adicione o queijo parmesão e o creme de leite. Mexa bem.

6. Desligue o fogo, feche a panela por 2 minutos. Sirva em seguida. 

Boa quarta feira a todos!
Beijos,
Heide

sábado, 24 de setembro de 2011

Arroz de forno de siri


Já falei que ando meio malandra, né? Não estou cozinhando nada nesses últimos dias... pensei que o fim de semana viria pra mudar isso, mas que nada! Hoje o almoço foi cachorro quente congelado! :p

Vendo minhas fotos antigas na máquina, lembrei de um prato que fiz esses dias, que ainda não tinha postado. Arroz de forno com siri! Comprei essa carne há um tempinho, na feira, e resolvi inventar alguma coisa que usasse leite de coco... achei que ficaria bom. E não é que ficou?

Arroz de forno com carne de siri e leite de coco
Ingredientes
1 cebola
2 dentes de alho
2 colheres sopa de azeite
500 g de carne de siri
2 tomates
cebolinha, salsinha, orégano a gosto
sal a gosto
pimenta do reino a gosto
1 colher sobremesa rasa de farinha de trigo
250 ml de leite de coco

Cobertura
3 colheres sopa de panko (Não sabe o que é? Clica aqui!)
3 colheres sopa de queijo parmesão ralado

Como fazer:
1. Refogue a cebola e o alho com o azeite.
2. Acrescente a carne de siri e refogue por 3 minutos.
3. Em seguida, adicione os tomates picados. Deixe cozinhando tudo, até o tomate desmanchar. Nessa hora você já pode colocar um pouco de sal, para ajudar a desidratar os tomates.
4. Acrescente temperos a gosto. Ervas frescas, secas, pimenta, o que você quiser e tiver em casa.
5. Quando a carne estiver bem refogadinha, polvilhe a farinha de trigo e refogue por 1 minuto.
6. Em seguida, adicione o leite de coco. O ideal é que a carne fique bem cremosa e molhadinha, pra ficar fácil misturar com o arroz e para não secar no forno.
7. Misture esse recheio com arroz cozido, na proporção que você achar ideal. Eu cozinhei 1 copo (de requeijão) de arroz branco, mas não usei tudo... sobrou um pouco no fundo da panela.
8. Coloque o arroz com carne em uma travessa (eu coloquei em mini panelas, para porções individuais) e polvilhe a cobertura (mistura queijo + panko). Leve ao forno até gratinar. Sirva em seguida regado com um fio de azeite!



Será que amanhã rola um cheirinho bom aqui na minha cozinha??? Espero sair dessa inércia logo, logo!!!

Bom fim de semana!

Beijos,
Heide


segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Molho de geleia de mirtilo



Depois de mais de uma semana sem postar, (que vergonha!! Tsc, tsc, tsc..) cá estou eu novamente com uma receitinha. Me desculpem a baixa frequencia de posts, mas ainda to me adaptando à nova rotina de aula :p
Semana passada tivemos nossa primeira prova/trabalho, então, as noites não ficaram reservadas para cozinhar um diazinho sequer. Pra ter ideia, a salada de hoje foi feita há umas duas semanas, e só agora vai virar post! 

Não quis deixar de postá-la porque ficou tão gostosa, tão levinha e tão fácil que não podia deixar de mostrar pra vcs! A receita é só do molho, ok? A salada fica a seu gosto e à disponibilidade de ingredientes! Pra completar a refeição, fiz um peixe rapidinho também. Explico abaixo!

Molho de mirtilo para salada
50 ml de azeite
suco de 2 limões
2 colheres sopa de água
1 colher sobremesa de geleia de mirtilo (ou de qualquer outra fruta vermelha, da sua preferência)
sal a gosto
pimenta do reino moída a gosto
Nozes a gosto

Como fazer:
1. Bata todos os ingredientes com auxílio de um mixer ou de um liquidificador.
2. Acerte o sal e a pimenta e misture muito bem com a salada, já picada. Para a salada eu usei: alface crespa e roxa, cebola, champignon, tomate e azeitona preta. Piquei nozes e joguei por cima, por último.

Peixe (badejo): peguei um pedaço de filé de badejo, temperei com sal e pimenta do reino e empanei com farinha de trigo. Usei uma frigideira anti aderente (a minha é de ferro) e "grelhei/fritei" em 2 colheres de sopa de óleo. Usei bem pouco óleo, só mesmo para não grudar. Fritei dos dois lados e, em seguida, levei o filé ao forno por 10 minutos. Só para terminar o cozimento! Coloquei o filé quente por cima da salada geladinha... ficou show!


Bom início de semana a todos!
Beijos,
Heide

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Bolo-cookie e mais uma comemoração!



Como falei no facebook, antes tarde do que nunca! Finalmente fiz o bolo de comemoração dos 2 anos da primeira prova do meu concurso. Prometi levar pro pessoal da turma no dia 30, data exata do aniversário, mas acabei levando só essa semana... mas valeu a pena esperar, porque acabei testando e aprovando uma ótima receita!

No último domingo, a Patrícia do Technicolor Kitchen, postou um bolo que me saltou aos olhos e me encheu a boca d'água na hora que o vi: bolo cookie. Não deu outra: vi, fiz, provei e levei!

Levei na segunda-feira pra aula. Não sobrou nenhum pedacinho pra trazer pra casa... bom sinal, não?


Bolo cookie (Daqui!)
Ingredientes
300g de farinha de trigo
133g de açúcar
130g de açúcar mascavo claro
1 colher (chá) de sal
¾ colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
226g de manteiga sem sal, amolecida
1 ovo grande
340g de chocolate meio-amargo picado
115g de pecãs, picadas

Como fazer (copiei da Patrícia. Segui exatamente as dicas dela. Tá bem explicadinho!!)

1. Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma retangular*, forre com papel manteiga, deixando sobrar em dois lados opostos, formando “alças”; unte o papel alumínio também. Reserve.
2. Na tigela grande da batedeira, misture a farinha, os açúcares, o sal, a canela e o bicarbonato de sódio e, usando o batedor em formato de pá, misture em velocidade baixa até combiná-los bem. 
3. Junte a manteiga e continue a misturar em velocidade baixa, somente até que gruminhos pequenos e úmidos se formem, cerca de 1 minuto – a mistura vai parecer cobertura streusel, aquela farofinha que vai sobre alguns bolos e cucas. 
4. Junte o ovo e bata em velocidade baixa somente até a mistura se tornar uma massa coesa. A massa fica bem firme. Só bata na batedeira se você tiver uma potente. Senão, pode bater na mão mesmo, com uma colher de madeira, ok?
5. Depois que a massa estiver bem lisa e homogênea, adicione o chocolate e as pecãs. Misture com uma colher. 
6. Espalhe colheradas de massa na forma preparada e espalhe com uma espátula de silicone. Cubra toda a massa com um pedaço de filme plástico e alise com as mãos, distribuindo a massa por todos os cantinhos da forma.
7. Asse até que o bolo doure e pareça mais sólido do que macio quando pressionado no centro, 37-40 minutos – não asse demais, pois o bolo vai firmar enquanto esfria.
8. Deixe esfriar completamente na forma.
9. Com jeitinho, usando as alças do papel manteiga como auxílio, solte o bolo das laterais da fora. Inverta-o sobre uma tábua e remova todo o papel alumínio. Inverta-o novamente sobre uma tábua e corte em quadradinhos ou barrinhas para servir.

* a minha tem 30x20 cm

Rend.: 18 a 42 unidades, dependendo do tamanho.


Boa quinta-feira a todos!

Beijos,
Heide

domingo, 4 de setembro de 2011

Farfalle com camarão ao sugo


Quando era criança aprendi na escola sobre os climas do Brasil. Lá em SC o clima é subtropical, "com 4 estações bem definidas". Essa era a fala da minha professora da época, D. Renate, que eu decorava pras provas da 6ª série :) E não é que é assim mesmo? Rsrsrs...

Aqui em Brasília o clima é tropical. Não dá pra definir bem as estações. Estamos no inverno e, esses dias, os termômetros marcaram a temperatura recorde do ano: 30 e pouquinhos graus, acreditem! No verão, faz um friozinho gostoso, por causa da chuva, que cai sem piedade. vai entender! Primavera e outono, então... fica ainda mais difícil de definir. Pra mim, o clima é perfeito, um dos pontos + dessa cidade!!

Hoje fez um calorzinho gostoso. O prato do almoço pedia algo mais leve. Descongelei um camarão, fiz um bom molho de tomate e servi com massa. Delícia de prato para um dia de verão.... ou de inverno pra quem estiver em Brasília ;) !!!!

Farfalle com camarão ao sugo
Ingredientes
2 colheres sopa azeite
1 cebola grande picada
3 dentes de alho
4 tomates picados
3 colheres sopa champignon cortado em fatias
1 colher sobremesa de alcaparras
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto
200 g de camarão descascado
Salsinha a gosto
250 g de farfalle (macarrão gravatinha)

Como fazer:

1. Comece preparando o molho: refogue a cebola com o alho e o azeite. Deixe refogar até murchar um pouco.
2. Acrescente os tomates picados. Coloque o sal para que o tomate solte um pouco de água. Deixe cozinhar até o tomate se desmanchar. Se necessário, acrescente um pouco de água.
3. Adicione o champignon e as alcaparras.
4. Deixe o molho cozinhando em fogo baixo, enquanto prepara os camarões.
5. Tempere os camarões com sal e pimenta moída.
6. Aqueça uma frigideira e refogue os camarões por cerca de 1 minuto, em um fio de óleo. Não deixe fritar demais, para que a camarão não fique emborrachado. Depois de rapidamente refogado, coloque os camarões no molho. 
7. Deixe levantar fervura e desligue. Salpique salsinha e sirva com a massa cozida regada com um fiozinho de azeite. Para a massa, siga as instruções da embalagem. Eu usei Farfalle da marca Barilla.


E essa semana começam as aulas no curso de formação! Dai-me forças pra voltar a estudar!!!!

Beijos e bom início de semana a todos!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Torta de nozes - A MELHOR


Para o post de número 100 (sim, gente, já chegamos no centésimo!!!) trago um bolinho que fiz no domingo, para o aniversário do Markus.

Sabe aquele bolo de livrinho de oma, de madrinha, de tia... aquele que se comia em aniversário de criança e que ficou na lembrança até hoje? Então, essa torta de nozes é o meu bolo de infância.

Lembro de devorar metade de uma torta dessa nos aniversários da minha madrinha. Simplesmente ADORAVA. Era, e acho que ainda é, um dos meus bolos preferidos. E olha que não tem nada demais, nada de difícil. Quer ver como é fácil?

Torta de nozes
Ingredientes
Massa
100 g manteiga em temperatura ambiente
150 g açúcar
1 ovo
3 clh sopa leite
250 g trigo
2 clh chá fermento

Como fazer:
1. Bata a manteiga com o açúcar e o ovo.
2. Diminua a velocidade da batedeira e adicione o leite.
3. Em seguida, adicione, aos poucos, a farinha de trigo com o fermento. A massa vai ficar bem pesada. Se a sua batedeira não "aguentar", pode bater a massa na mão mesmo, com ajuda de um colher de madeira.
4. Espalhe a massa em duas formas redondas, untadas (25 cm de diâmetro). Cubra com o recheio.
OBS: Você pode usar a forma que tiver em casa.  Deixo aqui a informação da forma que eu usei só pra você ter noção do tamanho do bolo, ok?

Cobertura
150 g açúcar
150 g manteiga sem sal
225 g nozes pecã picadas (já fiz com amendoim, mas nem se compara. Essa é a noz ideal pra fazer esse bolo)
2 clh sopa leite

Como fazer
1. Pique as nozes.
2. Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo baixo, até que a manteiga derreta e que todos os ingredientes estejam bem misturados.
3. Assim que a manteiga estiver derretida, espalhe a cobertura pela massa, ainda crua. Divida a cobertura por igual, para as duas massas.
4. Leve ao forno a 180ºC por 35 minutos, ou até que a massa fique coradinha.

 As nozes entram na massa, e a deixam molhadinha.... Ai que bolo bom!!!!!!!!!!

Beijos!

Heide

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Cookies de chocolate, amendoim e canela


Fazia tempo que não fazia cookies. Por mim, teria cookies em casa sempre, pra comer um de manhã, no café. Talvez mais um depois do jantar, um antes de dormir, outros pra levar à tarde e comer no trabalho. Viu só o por quê de não fazer sempre??!! :)

A receita desse cookies é da Martha Stewart. A receita original pede 1 colher chá de sal e amendoins salgados. Muito sal, não acham? Acabei usando amendoins sem sal e diminui um pouquinho a quantidade de sal da receita. Mesmo assim, achei que ficou salgado demais... ficou doce e salgado ao mesmo tempo. Estranho, não? Por isso indiquei que se coloque apenas 1 pitada de sal - tipo 1/4 de colher de chá. Acho que já está bom! 




Cookies de chocolate, amendoim e canela
Rendimento: 35 unidades grandes
Ingredientes
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher chá bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
1/2 colher chá de canela em pó
170 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1/2 xícara de manteiga de amendoim (receita aqui)
1 xícara de açúcar mascavo
1/2 xícara de açúcar cristal (usei refinado)
2 ovos
1 1/2 xícara de chocolate meio amargo picado
2/3 xícara de amendoim torrado e descascado

Essência de baunilha (não tinha, não usei)

Como fazer:

1. Misture os ingredientes secos (farinha, bicarbonato, sal e canela) em um pote e reserve.
2. Bata na batedeira a manteiga com a manteiga de amendoim, até obter um creme homogêneo.
3. Adicione os açúcares e bata mais um pouco.
4. Em seguida, adicione os ovos, um a um.
5. Depois, vá adicionando, aos poucos, a mistura de ingredientes secos. Quando a massa estiver bem homogênea, adicione (com ajuda de uma colher, sem bater na batedeira) o chocolate e os amendoins.
6. Pegue uma forma untada e forrada com papel manteiga e vá colocando colheradas da massa. A massa não espalha muito depois de assada.
7. O forno deve estar pré aquecido, a 180ºC. Os cookies devem assar durante 10 a 15 minutos, ou até ficar douradinho.
8. Retire do forno, deixe esfriar e guarde em recipiente fechado.


Boa quarta feira a todos!

Beijos,
Heide

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Uma jantar de comemoração! Risoto de brie com frutas vermelhas


Um dia li uma frase num blog sobre reforma de casa que dizia assim: "Chegará o dia de comprar flores".
Hoje posso dizer: Chegou o dia de estourar a champagne. Apesar de esse blog não ser um diário pessoal, vou explicar, rapidinho. 

Em 2009 fiz um concurso público. Estudei pra caramba, muito mesmo. Não foi muito tempo, mas foram 6 meses de horas cronometradas de estudo, com a cara nos livros. Tive que, além de relembrar a estudar, aprender matérias novas, afinal, no curso de nutrição não se vê economia, políticas públicas, ciência política, direito e afins.

Resumindo: bati na trave e fiquei na lista de aprovados fora do número de vagas. Até aí tudo bem, afinal, nesse concurso era de praxe chamar os excedentes. Mas não foi isso que aconteceu. Justamente nesse ano, por causa de cortes de gastos e outros problemas jurídicos, o concurso enrolou, enrolou e enrolou. Mesmo os aprovados dentro das vagas sofreram com a espera. Mas, depois de 2 anos do dia da prova, finalmente fomos chamados. A convocação saiu na semana passada, e, com ela, várias toneladas de peso dos meus ombros!

Posso olhar o lado bom de tudo isso: conheci muita gente bacana, mesmo antes de começar o curso de formação, pude casar tranquila no ano passado e aproveitar uma lua de mel dos sonhos, pude ficar mais tempo no meu trabalho atual e conhecer pessoas maravilhosas, enfim... como dizia uma amiga minha, nada acontece por acaso. 

Ah, e a champagne?? Comprei no começo do ano, prometendo estourá-la somente no dia que saísse a convocação. Mesmo sem saber se ela sairia ou não. Mas saiu!! E ontem foi o dia de tomá-la com meu amore (que me aguentou esse tempo todo de agonia e estresse de espera). Fiz um risoto delicioso pra acompanhar!


É isso gente! Obrigada aos que torceram por mim!

Risoto de Brie com frutas vermelhas
Rendimento: 3 porções (sobrou para o almoço do dia seguinte)
Ingredientes
1 cebola picada
2 colheres sopa de manteiga
1 1/2 xícara de arroz arbóreo
1/2 cálice de vinho branco seco
1 1/2 litros de caldo de frango (de preferência caseiro. Receita aqui)
2 punhados de parmesão ralado
100 gr de queijo brie picado
2 colheres de sopa de geléia de frutas vermelhas
Sal
Pimenta do reino a gosto

Como fazer:

1. Doure a cebola com 1 colher de sopa de manteiga. Deixe refogar até ficar transparente. Acrescente o arroz e misture bem. 

2. Depois, acrescente o vinho branco e deixe alguns segundos, até o álcool evaporar. Vá acrescentando, aos poucos, o caldo de frango, que deve estar quente (coloque numa panela, com fogo bem baixo). De concha em concha, o arroz vai cozinhando. 

3. Acerte o sal e a pimenta. Quando estiver al dente, acrescente o queijo parmesão e mais 1 colher sopa de manteiga e mexa bem. 

4. Por último, adicione os pedaços de brie. Misture um pouco. Desligue o fogo, feche a panela por 2 minutos. Sirva em seguida, com a geleia de frutas vermelhas.

Geleia de frutas vermelhas
Como fazer:

1. Coloque 2 colheres de sopa de geleia da sua preferência (frutas vermelhas, amora, morango) em uma panela com um pouco de água (50 ml).

2. Deixe cozinhando até adquirir consistência de calda. Coloque por cima do risoto e sirva em seguida!

Obs: Por cima coloquei uns pedacinhos de brie picados!


Bom início de semana!

Beijos,
Heide

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Camembert com mel e nozes



Acho que a sugestão de hoje é um bom acompanhamento para a champagne que vou estourar amanhã, o grande dia!!! :)

É coisa simples. Minha ideia original era fazer com queijo brie, mas como não achei no mercado, comprei camembert mesmo. Sugiro que você faça com brie. O camembert não derrete tão bem... achei que ficou um pouco com consistência de gelatina... não sei. Mas o gosto ficou ótimo! 

Faça assim:

1. Coloque 1 queijo camembert em uma forma forrada com papel alumínio e leve ao forno pré aquecido a 180ºC, por 30 minutos.

2. Retire do forno, coloque em uma travessa e regue com mel.

3. Salpique nozes tostadas e picadas por cima e sirva com torrada. Pode usar amêndoa, avelã, castanha do pará... o que você tiver em casa! Entradinha fácil e super gostosa!


Tenha um ótimo dia!

Beijos,
Heide

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Sorvete negro, quero dizer negresco e um dia muito feliz!


Hoje é dia de festa! Dia de muita alegria! Quem me conhece e acompanhou minha vinda pra Brasília e minha saga pelos concursos públicos sabe do que estou falando. Vou deixar vocês na curiosidade... pelo menos até o fim da semana, quando tudo estiver bem, bem oficializado!

Por enquanto vou deixar por aqui uma receitinha ótima, testada no fim de semana. Sorvete é comida de festa e de comemoração? Ah, não sei, mas lá em casa vai ser!!!!!!!! :)

Sorvete de Negresco
Ingredientes
1 e 1/2 xícara de leite integral
1 e 1/2 xícara de creme de leite
3 gemas de ovo
1/2 xícara + 2 colheres (sopa) de açúcar
1 pitada de sal
1 pacote de bolacha negresco

Como fazer:

1. Em uma panela, misture o leite com 1 xícara do creme de leite. Leve ao fogo médio por aproximadamente 5 minutos, ou até que comecem a forma bolhas nos lados da panela. Desligue o fogo e deixe esfriar um pouco.

2. Enquanto a mistura descansa, bata na batedeira as gemas com o açúcar e o sal, até ficar branquinho. Nessa hora eu adicionei a metade de cada bolacha (a parte sem recheio) e bati na batedeira até ficar bem esfarelado. Adicione o restante do creme de leite e misture (com uma colher mesmo, sem usar a batedeira) até que fique homogêneo. Gradualmente, adicione a mistura de leite (que deve estar apenas morna). Misture novamente até que fique homogêneo.

3. Devolva a mistura a panela, misture bem. Ligue o fogo (fogo médio) e com a ajuda de uma colher de pau, mexa a mistura constantemente. Não deixe a mistura ferver. Quando o creme fizer um rastro nas costas da colher, indica que está pronto.

4. Retire do fogo. OBS: Nessa hora eu cometi um erro, mas vou descrevê-lo aqui pra deixar claro como não fazer: piquei a outra metade das bolachas (a metade com recheio) e coloquei no creme. Nem me liguei que ainda precisaria bater tudo na sorveteira. Resultado: a bolacha sumiu no sorvete. Então, fica a dica: adicione as bolachas picadas (as metades com recheio) somente depois de bater na sorveteira, ok??


5. Quando já estiver a temperatura ambiente, tampe o recipiente e leve à geladeira por, pelo menos, 3 horas (no máximo 24 horas).

6. Coloque a massa na sorveteira e siga as instruções do fabricante. Coloque o sorvete no freezer por pelo menos 1 hora antes de servir. Ele se conserva fresco por até 5 dias.


Uma semana feliz pra todo mundo!!!!!!!!!

Beijos,
Heide

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Ravioli de carne com molho de nozes e alecrim



Domingo é dia de comer massa! E esse foi meu almoço do domingo passado! Na verdade, como macarrão muitos dias da semana... é fácil de fazer, é gostoso, e é rápido. Como eu levo meu almoço para o trabalho, preciso me adaptar e fazer coisas práticas, pelo menos para os dias de semana.

Essa massa não tem nada de prática, muito pelo contrário. Deu um trabalhão danado, e minha cozinha ficou toda enfarinhada, rsrsr! Mas posso dizer que cada minuto que gastei na cozinha valeu a pena. Só depois de a gente comer massa caseira é que se percebe a diferença. É muuuuito mais gostoso! Acho que da próxima vez que eu fizer ravioli em casa, já vou ter pego mais a "manha" da coisa... e será mais rápido. Talvez sim, talvez não... só sei que farei outras vezes, com certeza!

Essa receita é do meu querido Claude Troigros, do Que Marravilha!. Adoro assistir ao Que Marravilha, da GNT!!!! Acho ele o máximo como apresentador!

A receita foi um pouco adaptada para os ingredientes que eu tinha em casa.

Ravioli de carne com nozes e molho de manteiga

Ingredientes:
Massa
400g de farinha de trigo
4 ovos
Sal
2 colheres de azeite

Molho branco
15g de farinha de trigo
15g de manteiga
150ml de leite
Sal
Pimenta

Recheio
1colher de manteiga
2 colheres de cebola picada
1 colher de alho picado
1 pimentão verde em cubinhos
200g de filé mignon moído
200g de patinho moído
Sal
Pimenta

Ravióli
2 gemas de ovo

Molho de nozes
3 colheres de manteiga
200g de nozes tostadas
2 colheres de molho de soja
Alecrim fresco picado
Sal
Pimenta      

Para servir
Queijo parmesão ralado

Como fazer:
1. Fiz a massa no processador, então foi muito simples: coloquei tudo no processador e bati até a massa formar uma bola grande e homogênea. O Claude fez assim: Coloque 4 ovos em uma tigela e mexa. Espalhe a farinha na mesa, faça um buraco no meio e ponha os ovos batidos. Coloque uma pitada de sal, uma colher de azeite e misture tudo com as mãos.

2. Quando formar a massa, enrole-a em um papel filme e deixe descansar por uma hora.

3. Em uma panela, ponha manteiga, farinha de trigo e leite quente. Bata bem, retire o molho branco da panela e deixe esfriar.

4. Em outra panela, refogue no azeite a cebola, o pimentão, o alho, a carne temperada com sal e pimenta, e, por último, o molho branco. Misture tudo e coloque no processador de alimentos. Bata.

5. Abra a massa, que estava descansando, com um rolo. Puxe o mais fino que puder. Disponha uma parte da massa em cima da forma de ravióli. Nos buraquinhos, coloque o recheio e pincele um pouco de gema em cima. Ponha a outra parte em cima e passe o rolo. Separe cada ravióli. Eu fiz usando um cortador de massa, tipo esse aqui:
6. Para fazer o molho de amêndoas, coloque em uma frigideira a manteiga e deixe derreter. Depois, acrescente o molho de soja, as nozes tostadas e, por último, o alecrim. Mexa.

7. Cozinhe o ravióli em uma panela com bastante água. Escorra, retire da panela e coloque em cima de um pano para sugar a água. Disponhas os raviólis no prato, regue com o molho, rale o queijo parmesão em cima e finalize com um ramo de alecrim. Bon appétit!! 


Boa sexta-feira a todos!
Beijos,
Heide

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Finalmente.... Cinnamon Rolls


Tem algumas receitas que, não sei por que, demoooro pra testar. Tenho várias na minha listinha de "quero fazer" que, simplesmente, ficam para segundo plano. O Cinnamon Rolls era uma delas. 
Foi assim: em 2006, o Markus foi visitar o irmão dele que, na época, estava morando nos EUA. Lá, ele provou o tal do Cinnamon Rolls, daqui! Ele adorou e sempre me pediu pra fazer!

Lá se vão 5 anos... o Markus nem lembrava direito da consistência daquele que tinha comido nos EUA. Para tentar chegar mais próximo da versão provada e aprovada, peguei uma receita americana mesmo, daqui. Depois que fiz, o Markus comeu e disse: "Mas é um pão???????!!!!!!!" Rsrsr! Mas claro, isso já dava pra saber de antemão! Preciso ir aos EUA provar e tentar descobrir o que aquele Cinnamon Rolls tem de especial e diferente. Alguém tem uma receita aí pra eu testar?

Ah... apesar de ter ficado um pão, ficou uma delícia! :)



Cinnamon Rolls
Rendimento: 50 unidades
Ingredientes
- Recheio
1 1/2 xícara de açúcar cristal (usei refinado mesmo)
3 colheres sopa de canela em pó
- Massa
2 colheres sopa de fermento biológico seco
1 colher sopa de açúcar refinado
1 xícara de água morna
1 xícara de leite morno
+ 2/3 xícara de açúcar
2/3 xícara de manteiga sem sal
2 colheres chá rasas de sal
2 ovos (usei caipira - o verdadeiro, do sítio mesmo! :)
Cerca de 8 xícaras de farinha de trigo
100 g de manteiga derretida (para pincelar)
Manteiga para untar a forma

Opcional:
açúcar para polvilhar a forma

Como fazer:
1. Misture os ingredientes do recheio e reserve.
2. Prepara e massa: Dissolva o fermento com a água e com 1 colher sopa de açúcar. Deixe descansando por 10 minutos - essa espera é para certificar que o fermento não está estragado. Como a água está morna, o fermento já vai começar a agir e formar algumas bolhas de ar nessa mistura.
3. Adicione 2/3 xícara de açúcar, a manteiga (em temperatura ambiente), o sal, o leite e os ovos. Bata na batedeira em velocidade baixa. Se você não tiver batedeira, pode sovar na mão, sem problema.
4. Depois de esses ingredientes estarem bem misturados, adicione 4 xícaras de farinha de trigo e bata bem. Vá adicionando, aos poucos, o restante da farinha. Bata (ou sove) a massa durante 8 minutos ou até ela ficar lisa e elástica.
5. Coloque a massa em uma travessa untada e coberta com um pano. Deixe crescer até dobrar de volume. O tempo de crescimento vai depender da temperatura da sua cozinha, da sua cidade.
6. Separe a massa em duas porções.
7. Abra cada uma com o rolo, até a espessura de 1,5 mm, mais ou menos. Use o restinho de trigo para ajudar a abrir a massa. É bom que fique bem fininho.
8. Depois de aberta a massa, pincele manteiga derretida por toda a sua extensão. Polvilhe a mistura de açúcar com canela por cima.
9. Enrole a massa, como rocambole. Cuide para apertar bem a cada volta da massa, para que as camadas não se "desgrudem" com facilidade depois de assada.
10. Depois de feito o rolo, corte rodelas de cerca de 3 cm e disponha em forma untada. Não precisa separar muito. O legal é que fiquem grudadinhas depois de assadas, formando um grande pão.
11. Deixe crescer por 45 minutos e leve ao forno para assar, a 180ºC por 30 minutos ou até ficarem moreninhos.

Esse com o Opcional 2 (Leia abaixo)

Opcional:
1) Uma dica dada pela autora da receita é polvilhar açúcar na forma untada e então colocar os rolinhos. O açúcar vai derreter e formar uma casquinha crocante por baixo de cada pão. Não tinha botado muita fé, confesso, mas testei em uma forma. Dá certo, e fica muito gostoso!

2) Quando o pãozinho estiver quase assado, você pode regá-lo com uma caldinha feita com 1 xícara de leite, 3 colheres sopa açúcar e 1 colher sopa canela. Isso deixa o pão mais úmido. Também fiz esse teste em uma das fornadas.

Esse com o Opcional 1 (Leia acima)

Ótima quarta-feira!

Beijos,
Heide

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Panquecas para um café da manhã de sábado



Quando era criança sempre acordava em cima da hora de ir pra escola. Minha mãe levantava antes de todo mundo e fazia o café. Enquanto isso, eu e minha irmã ficávamos "lutando" com nosso cabelo. Heheh! Engraçado lembrar disso... passamos pela fase do rolinho (franja presa com grampo), da onda (que a gente fazia com spray ou com gel), do rabo de cavalo (que a gente amarrava com pelotas). Era o que levava mais tempo nas nossas manhãs. Sobravam poucos minutos pro café. Hoje em dia, gosto de preparar alguma coisa gostosa pra comer com calma, sem horário, sem cabelo pra arrumar, sem compromisso... pelo menos no fim de semana me dou esse luxo!

Esse foi o cardápio de sábado, a pedido do Markus! E olha que quando o conheci ele nem tomava café da manhã!! ;)

Panquecas para o café da manhã (Peguei daqui e adaptei os ingredientes para o que tinha em casa)
Rendimento: 6 unidades
Ingredientes
3/4 xícara de farinha de trigo
1 colher rasa (chá) fermento em pó
1 pitada de sal
1 ovo
1/2 xícara de iogurte natural integral
1/4 xícara de leite (usei semidesnatado)
1/2 colher sopa de mel

Como fazer:
1. Misture os ingredientes secos em uma vasilha e reserve.
2. Misture os ovos com o iogurte, o leite e o mel. Adicione aos ingredientes secos. Mexa bem.
3. Coloque porções da massa (com ajuda de uma concha pequena) em uma frigideira quente, untada com manteiga.
4. Deixe dourar dos dois lados. Sirva com mel, nutela, geleia, manteiga.... aí é o seu gosto que manda!


Bom início de semana!
Beijos,
Heide

_+_+_+_+_